Siga-me

sábado, 23 de novembro de 2013

Poemas de Stefano Cavalcanti - DESEJOS / SE HOJE FOSSE


2 Poemas de Stefano Cavalcanti

DESEJOS

Eu queria ser aquela manjedoura que te abraçou
Eu queria ser aquele barquinho que te carregou
Podia ser qualquer um que te serviu
menos Judas que te traiu
podia ser Pedro, Filipe, André, Tiago ou João
Só para poder te ver ministrando o sermão

Só pelo prazer de te ver
Só pelo prazer de te ouvir
Só pelo prazer de te ter bem pertinho de mim

Eu queria estar na ceia provando o pão e o vinho
Eu não queria ser a coroa de espinho
Subiria em qualquer lugar para te ver JESUS
Não queria ser os cravos nem aquela cruz
Passaria vinte e quatro horas ao teu lado
Vendo os mortos ressuscitarem e os enfermos serem curados

Só pelo prazer de te ver
Só pelo prazer de te ouvir
Só pelo prazer de te ter bem pertinho de mim

Sei que não sou manjedoura nem barquinho
Mas sei que quando estou só, eu não estou sozinho
Um dia te verei SENHOR, como tu és
Por enquanto eu só te vejo pela fé

E tenho prazer de te ver
E tenho prazer de te ouvir
E tenho prazer de te ter bem pertinho de mim


Se Hoje Fosse

Se hoje fosse o meu último dia
Eu te diria obrigado, e perdão por às vezes te esquecer

Honraria a tua palavra e perdoaria quem me feriu
Ouviria tua voz o dia todo desde a manhã até anoitecer
Juntaria todos meus dons e ofereceria para o teu louvor
Entraria em meu quarto e cantaria várias canções pra ti, Senhor

Faria uma declaração de amor
Oraria a cada instante – um servo melhor eu seria
Senhor com toda minha força meu entendimento e de toda minha alma te serviria
Sim, tudo o que eu tenho te ofereceria


- Então, quero viver como se hoje fosse o último dia.

Visite o site do autor: http://www.opoetadorador.com